Intel Edison: uma plataforma para inventores e não só

A Intel anunciou que começou a comercializar o Edison, uma plataforma que a marca acredita ter muito potencial tanto para prototipagem como para fabrico em série.

 

O chip Edison da Intel tem o tamanho de um selo (35,5x25x3,9mm), mas integra toda uma plataforma de desenvolvimento: processador Atom dual core a 500 MHz, processador Quark a 100 MHz, 1 GB de memória RAM, Wi-Fi (2,5 e 5 GHz), Bluetooth 4.0 e 4 GB de armazenamento (eMMC).

A Intel acredita que o Edison vai ser adaptado rapidamente tanto pela comunidade de amadores entusiastas, os Makers, como pelos profissionais que procuram soluções económicas e poderosas para desenvolverem protótipos. A este respeito, Michael A. Bell, diretor geral da área de novos dispositivos da Intel, garantiu aos jornalistas presentes no IDF 2014 que «o Edison também vai responder às necessidades dos profissionais e das empresas que procuram uma solução económica, rápida e funcional para fabricarem dispositivos em série», adicionando que esta nova plataforma «permite poupar meses entre a fase de desenvolvimento e a produção». Para o efeito, refere o responsável, «a Intel está preparada para produzir o Edison durante o tempo que for necessário de modo a garantir, por exemplo, a reparação de produtos». Michael A. Bell, «a grande capacidade de processamento do Edison, as opções de conetividade e a reduzida dimensão e custos não têm concorrência no mercado».

O chip vai ser vendido por 50 dólares nos Estados Unidos (cerca de 40 euros), mas os inventores podem também adquirir uma placa simples com as interfaces de comunicação (60 dólares) e um kit de desenvolvimento Arduino (85 dólares), sistema



E.I

Tags: Intel Edision